AFLITOS

Assim como na mitologia grega, o Clube Náutico Capibaribe também tem o seu Fênix. O pássaro que ressurgiu das cinzas simboliza a situação do volante timbu, Edwilson de Lima Florêncio, mais conhecido como Wilson Surubim, que chegou a ser renegado pela sua torcida e esteve em vária listas de dispensa. Hoje, ele readquiriu a confiança dos alvirrubros e principalmente do técnico Heriberto da Cunha.

O jogador chegou aos Aflitos no começo do ano, a pedidos do então técnico Givanildo Oliveira. Como o time não andava bem das pernas no Pernambucano, Wilson Surubim era muito criticado. Depois da chegada de Heriberto da Cunha, no início do Segundo Turno, o jogador passou a atuar tanto em sua posição de origem quanto na lateral-direita e também na zaga, se transformando numa espécie de curinga.

“Se trata de um profissional que tem uma boa forma física. Mas, o determinante para a sua permanência foi ele ter se adaptado à nossa filosofia de trabalho”, elogiou o treinador do Náutico.

Com a seqüência de jogos, Surubim voltou à cabeça-de-área para não perder mais a titularidade. “Não há segredos para a evolução do meu futebol, apenas a seqüência de partidas e a chegada de jogadores com excelente qualidade. O que melhorou foi o time em geral”, explicou o volante, acrescentando que o seu posicionamento é o mesmo dos tempos de Givanildo.

Primeiro, Wilson Surubim quer recolocar o Timbu na elite do futebol nacional. Depois, o Fênix dos Aflitos pretende alçar vôos mais altos.

“Meu sonho é chegar a jogar em grandes times da Europa e vestir a camisa da Seleção Brasileira de futebol”, planejou. Com tanta força de vontade e um grande poder de reabilitação, quem duvida que Wilson Surubim consiga alcançar tudo o que imagina para a sua carreira?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


− 1 = 5

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>