AFLITOS

Com seu time sem vencer há três jogos, no Brasileiro da Segunda Divisão, o técnico Edson Gaúcho resolveu descansar a cabeça dos jogadores do Náutico. Após a movimentação de hoje, o time só retoma os treinos na tarde de segunda-feira, tendo uma folga de dois dias e meio. O time só volta a jogar no dia 9 de setembro, em casa, contra o Mogi Mirim.

Para quebrar a rotina de treinos e jogos, além de tentar minimizar o clima pesado nos Aflitos, o treinador comandou atividade física, ontem, na praia de Boa Viagem. Hoje pela manhã haverá corrida na Várzea, uma área bem arborizada, na Zona Oeste do Recife.

O treinador pretendia marcar amistoso, pelo menos com atletas que não vinham sendo relacionados, mas optou por descansar o grupo, tanto física, quanto mentalmente. O próprio Gaúcho pretende aproveitar a folga, pois já vem sendo questionado.

Após o empate com o América/RN, sábado passado, um dirigente queria pedir sua ‘cabeça’. Revoltado, em conversa com um membro do colegiado, admitia que a saída de Heriberto da Cunha fora uma atitude infeliz. Disse que Edson Gaúcho estava perdido. Há a possibilidade, no entanto, em caso de mais um tropeço, de se trocar o comando técnico mais uma vez. Só que se contrataria um profissional da região.

Alheios aos bastidores do clube, os jogadores garantem que a folga na tabela será proveitosa. O meio-campista Juliano, recém-recuperado de lesão muscular, agradeceu. “Temos um tempo maior de descanso”, afirmou. O atacante Júnior Ferrim concorda com o companheiro. “O tempo de preparação é maior”, afirmou. “Desde a época de Heriberto, não se consegue repetir a escalação”, acrescentou.

Para a partida do dia 9, nos Aflitos, contra o Mogi Mirim, o Náutico não contará com o zagueiro Bruno, que cumprirá suspensão automática. Outro defensor, Domingos, deixou o campo, após a derrota para o Brasiliense, com lesão muscular. Segundo o departamento médico alvirrubro, o jogador volta a treinar normalmente em seis dias. Em compensação, Wilson Surubim está apto a jogar.

BRIGA JURÍDICA – Encerra-se hoje o prazo que o STJD tem para se pronunciar sobre a liminar concedida ao Náutico pela Justiça Federal. Ontem, respondendo a e-mail do torcedor alvirrubro Hélio Mello, o ouvidor da Série B, Francisco Horta, disse que a CBF e o STJD não receberam qualquer determinação judicial para devolver os três pontos ao Timbu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


5 − = 4

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>