ARTILHEIRO

A Copa Pernambuco não vai servir apenas para o atacante Kuki manter a sua forma. O baixinho, que está muito entrosado com os novos companheiros de equipe, ainda tem pretensões de chegar ao centésimo gol com a camisa vermelha e branca, e esta será a última chance de concretizar esse objetivo. O jogador também não quer virar o ano de 2003 sem dar um título de presente aos torcedores timbus.

Kuki está nos Aflitos há cerca de dois anos e meio e já tem 94 gols pelo Alvirrubro, um a menos de se tornar o nono maior artilheiro da história do clube. Na atual temporada, ele balançou as redes adversárias por 34 vezes. “Vamos lá. O Brasileiro já passou, e agora é tentar ganhar esse título para dar um pouco de alegria ao nosso torcedor”, disse.

Se depender de entrosamento, a tarefa será facilitada. Jorge Henrique foi o principal companheiro do artilheiro em 2003 e também está escalado para enfrentar o Santa Cruz. Mas o pequeno notável promete não ficar atrás. “Se as oportunidades aparecerem, vou procurar colocar a bola para dentro. Quando Kuki estiver em melhor condição, não terei dúvida em servi-lo”, prometeu.

O baixinho tem consciência de que é um exemplo para os garotos dos juniores, que formam maioria do elenco. Por isso, durante os treinamentos da semana, o atleta procurou brincar muito e fazer novas amizades. Mesmo ciente da sua importância, manteve a humildade característica. “Cheguei depois deles, então sou eu que tenho que me adaptar”, afirmou. Estas atitudes aumentam ainda mais a coleção de fãs de Kuki, como é o próprio técnico Pedro Manta. “É mais uma prova de profissionalismo”, elogiou o comandante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


9 + 9 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>