CONFUSÃO

Logo após o final do clássico, dirigentes e membros da comissão técnica do Náutico invadiram o campo, xingaram o árbitro Ricardo Tavares e tentaram agredir o assistente Ubirajara Ferraz, que anulou um gol de Kuki quando a partida estava rm 1×0 para o Sport. Jogadores também dirigiram palavrões ao trio de arbitragem.

Entre os invasores, o ex-presidente do Náutico, André Campos, que levou uma pedrada abaixo do olho, atirada por um tircedor e alegou que tentava retirar os atletas de seu time do gramado. Ele deixou o gramado sangrando. Todos os dirigentes estavam exaltados e xingaram o árbitro, que ouviu tudo. Dos jogadores, o mais nervoso era Kuki, que soltou o verbo. “Ele é um sem-vergonha. Só não dei um soco na cara dele porque eu mudei”, afirmou. “Chega de palhaçada. Isso é o dedo da Federação. Tenho que dar parabéns a Valdomiro Matias que teve a coragem de deixar a arbitragem”, acrescentou, sem saber que o árbitro já voltou a apitar.

No Sport, o técnico Hélio dos Anjos, disse que os times deram espetáculo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


+ 5 = 10

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>