DISPENSA

Depois de Yan e Perdigão serem dispensados pela diretoria do Náutico, ontem foi a vez do zagueiro Pedro Paulo deixar o clube. O jogador comunicou à direção do Timbu que um time da Primeira Divisão estava interessado por ele e que não pretendia permanecer nos Aflitos. “O Náutico não vai impedir um atleta de seguir a sua carreira”, explicou o gerente de Futebol, Vulpian Novaes.

Com a saída de Pedro Paulo, o elenco do Náutico passa a contar com apenas quatro jogadores para o setor. Sendo que Sílvio, contundido na coxa esquerda, e Érlon, com uma entorse no tornozelo esquerdo, permanecem em tratamento médico e ainda vão passar um bom tempo fora dos gramados.

Por isso, a direção alvirrubra corre contra o tempo para contratar outro zagueiro. Está se tentando a aquisição de Jorginho Baiano, que atuou pelo Sport no Brasileiro do ano passado, mas a diretoria do Paysandu/PA está dificultando a transação. “Além dele, estamos em conversação com outros três jogadores”, informou o integrante do colegiado, Sérgio Lins.

Enquanto o novo zagueiro não chega, o técnico Heriberto da Cunha vai se virando como pode. Para o jogo de amanhã, diante do Caxias/SC, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o treinador terá que escalar uma zaga formada por Bruno e Henrique, mas não contará com nenhum especialista da posição no banco de reservas.

O colegiado também está pensando em contratar mais um lateral-esquerdo. O Náutico só conta com Marcos Lucas para a posição, já que seu reserva imediato, Esquerdinha, na verdade é meia. A vaga pode ser preenchida por Vital, que defendeu a equipe alvirrubra durante o título pernambucano de 2001 e procurou a diretoria timbu para tentar acertar o seu retorno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


+ 9 = 15

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>