SÉRIE B

O jogo da vingança. Embora os jogadores do Remo desconversem, é desta forma que o confronto desta noite, contra o Náutico, está sendo encarado, principalmente entre os torcedores. E não é para menos. Afinal, a derrota de 3×1 para o Timbu, em pleno Mangueirão, no final da primeira fase, acabou com uma invencibilidade de um ano e quatro meses do time paraense jogando em seus domínios.

Dentro de campo, o técnico Givanildo Oliveira não só evita falar sobre o assunto, como faz mistério em relação à definição do time que começará jogando. Mas é provável o treinador fazer mudanças no ataque, que, de acordo com o próprio Givanildo, foi anulado pelo Náutico no último confronto entre as duas equipes. A mudança seria o adiantamento do meia Ciro, com o time passando a jogar com três atacantes.

Nesse caso, um dos atacantes, Waldomiro, teria a função de voltar ao meio-de-campo para buscar jogo. O atleta, que já passou pelo Sport e pelo Santa Cruz, é o principal destaque do Remo. Com 15 gols marcados até o momento, ele é o artilheiro da Série B. O único desfalque da equipe é o meia Rogério Belém, que se recupera de uma contusão na coxa direita e dará lugar a Ciro ou Rodrigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


+ 4 = 8

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>