SÉRIE B

O Náutico se reabilitou da derrota por 4×2 diante do Botafogo ao vencer o Remo por 3×2, ontem à noite, no Estádio Mangueirão, em Belém. O time pernambucano já havia vencido os paraenses por 3×1 na primeira etapa da Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado repõe os alvirrubros na luta pela classificação à fase final. O Náutico soma três pontos, mesma situação do Marília, seu adversário de sexta-feira, às 20h30, nos Aflitos. Ambos estão na segunda colocação do Grupo C, enquanto o líder é o Botafogo com seis pontos. Já o Remo complicou a sua situação, por não soma nenhum ponto.

A equipe pernambucana usou o contra-ataque para surpreender o Remo. Num lançamento de Adriano, o atacante Kuki escapou em velocidade e entrou na área para fazer 1×0, aos dois minutos do primeiro tempo. Foi o 15º gol do goleador timbu, que agora divide a artilharia da competição com o paraense Waldomiro.

Com o gol, o Remo entrou em desespero. A equipe paraense falhava na marcação e errava demais os passes. Mesmo assim, chegou ao empate aos 23 minutos. Numa cobrança de falta, o meia Ciro tocou de cabeça e o volante Juliano rebateu, na sobra, o zagueiro Sérgio tocou para o fundo da rede de Edervan.

O Náutico, no entanto, não perdeu o controle. Em outro contra-ataque, o lateral Vital cruzou da esquerda para Jorge Henrique, da entrada da área, mandar no ângulo do goleiro Gilberto, aos 28 minutos.

Aproveitando o descontrole remista, o Náutico partiu para cima. Aos 42, Juliano lançou Vital, que penetrou pela esquerda e bateu forte. A bola desviou e entrou no canto: 3×1.

No início do segundo tempo, o Náutico começou pressionando. Logo aos quatro minutos, Juliano finalizou e Gilberto defendeu. Aos 13, Kuki mandou para fora outra chance.

A partir daí, o Náutico cedeu espaço. O Remo partiu para cima, pressionando de todas as maneiras. Aos 19 minutos, o atacante Cristiano foi lançado e chutou forte para diminuir a diferença no placar.

Aos 25 minutos houve um começo de confusão, quando Vital, pelo Náutico, e Cristiano, pelo Remo, trocaram agressões. Os dois foram expulsos.

O técnico do Náutico, Leivinha, então, tirou o atacante Jorge Henrique e colocou o lateral Marcos Lucas para ocupar o setor de Vital.

O Remo, por sua vez, permaneceu pressionando. No entanto, o Náutico soube resistir e segurou a vitória.

FICHA DO JOGO

Campeonato Brasileiro 2003 Série-B

Remo: Gilberto Mineiro; Valdemir, Augusto, Sérgio e André Silva (Arlindo); Chicão (Walderi), Márcio Belém, Gian e Ciro (Valderi); Cristiano e Waldomiro. Técnico: Givanildo Oliveira.

Náutico: Edervan; Marco Aurélio, Bruno, Érlon e Vital; Pires, Wilson Surubim, Juliano e Adriano (Hernani); Jorge Henrique (Marcos Lucas) e Kuki (Cláudio). Técnico: Leivinha.

Local: Mangueirão (Belém-PA).
Horário: 20h30.
Árbitro: Sálvio Espíndola (SP).
Assistentes: Márcio Augusto (SP) e Flávio Magalhães (SP).
Gols: Sérgio e Cristiano (R); Kuki, Jorge Henrique e Vital (N).
Cartões Amarelos: Valdemir (R); W.Surubim, Hernani, Edervan, Adriano e Cláudio (N).
Expulsão: Cristiano (R); Vital (N).
Público: 20.534

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


+ 8 = 11

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>