A luta continua

Por: José Gomes Neto

Apesar do tropeço do Náutico diante do Palmeiras, a luta pela permanência na Séria A, em 2008, continua. Não gostei da postura pouco competitiva que a equipe apresentou, logo no início do segundo tempo, nem tampouco da atitude do técnico Roberto Fernandes, que substituiu os jogadores errados. Isso sem falar da assistente catarinense, que invalidou um gol legítimo do atacante Marcelinho, um minuto antes de Felipe marcar o segundo gol alvirrubro da noite.

Mas, no contexto geral, o grupo está perdoado devido ao acúmulo de triunfos obtidos, ao longo das últimas seis rodadas, quando o Alvirrubro emplacou cinco vitórias seguidas e ostentou uma invencibilidade de seis partidas. Perder posições faz parte do sobe e desde da gangorra que é este campeonato brasileiro da primeira divisão.

Porém, o maior objetivo do Náutico é o de se manter na elite do futebol nacional e, para que isso continua a ser construído, agora é focar todas as energias na partida deste sábado, diante do surpreendente Juventude. Confesso não ter acreditado na vitória do time gaúcho sobre o Vasco, em São Januário. Mas é isso o que vem caracterizando o Brasileirão 2007: equilíbrio entre as equipes e resultados considerados como surpreendentes, ou não.

O fato de perder apenas o meia Acosta, dentre os seis titulares pendurados, é o alento dessa passagem nada interessante – em termos de resultado – no Parque Antarctica. Na decisão deste sábado (6), no Caldeirão Alvirrubro, o prato principal será o Juventude. Cabe à torcida timbu providenciar o recheio, que deve ser o amplo, total e irrestrito apoio ao time durante os 90 minutos desta “decisão”.

Ao contrário de outras análises, vejo como favorável Atlético Mineiro e Corinthians não terem ganhado os seus jogos. Mesmo na condição de visitantes. Ambos permanecem dois pontos atrás e, portanto, o Náutico continua a depender do próprio futebol. A oscilação será natural e não se deve deixar levar pelo negativismo barato de alguns segmentos da imprensa esportiva.

O torcedor tem que entender que o Náutico não é o São Paulo e que essa invencibilidade não iria durar até o final da competição. Por outro lado, observe que o Cruzeiro vem perdendo jogos inclusive no Mineirão. O que deixa o líder absoluto do campeonato “apto” a perder de Flamengo (nesta quinta-feira) e do Corinthians, no domingo (7).

O esquemão do Clube dos 13 já começou a entrar em campo! É só ter uma visão mais ampla do que está ocorrendo… Mais uma vez, o Náutico provou do veneno aplicado por uma arbitragem tendenciosa e que não quer ver um time nordestino “no lugar” de um paulista, ou carioca, no ano que vem!

Enfim, o Náutico tem a garra e o futebol suficientes para contrariar a tudo e a todos. Quem duvidar, verá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


+ 3 = 4

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>