Largada com personalidade

Por: José Gomes Neto

E o Central não agüentou a pressão e nem o melhor futebol do momento praticado em Pernambuco. O time do Náutico estreou no hexagonal com personalidade e o resultado positivo só veio a ratificar a condição de candidato ao título máximo do Pernambucano da Série A1 2008. A oitava vitória seguida do Timba nesta competição – a nona na temporada, considerada a da estréia na Copa do Brasil 2008 – aponta um crescimento técnico/tático da equipe comandada pelo técnico Roberto Fernandes.

Mesmo sem contar com o volante Radamés e o atacante Warley, a formação que esteve em ação mostrou que está bem treinada e que pode ser competitiva com aquelas peças que estiveram em campo, durante os 90 minutos. Destaque para o atacante Wellington. Definitivamente, ele é o centroavante que toda torcida quer, mas só a alvirrubra dispõe: faz gols e serve aos companheiros que atuam adiantados. Já foram sete gols em cinco partidas, sendo quatro pelo Pernambucano e uma pela Copa do Brasil.

É bem verdade que a dificuldade do time tem sido nas laterais. Mas a qualidade dos atletas que estão no grupo tem suprido esta limitação. Até quando, não se sabe. Mas é fato que a diretoria tem se empenhado em fazer o máximo para que estas posições estejam preenchidas até esta quarta-feira (12) data limite para a inscrição de jogadores no Estadual.

No meio-de-campo, Geraldo e Marcelinho vêm se configurando como atletas que municiam o setor cheiro de opções, ou seja, o ataque timbu. Espero que Felipe já esteja à disposição para os próximos jogos, pois não quero ver nenhum jogador “descansado”, sem concorrente no seu encalço. Quanto mais, melhor!

Na proteção de zaga, Paulo Almeida e Ticão não comprometeram. O primeiro vem se firmando na equipe, enquanto o outro já é peça-chave no esquema montado por Roberto Fernandes.

O sistema defensivo também é destaque. Melhor defesa da competição, com apenas dez gols sofridos em 13 jogos, ao lado co-líder do segundo turno, aquele setor está regular e oferece a confiança necessária para tranqüilizar treinador, equipe e torcida. Em especial na questão disciplinar. Basta lembrar que Vagner esteve pendurando desde a terceira rodada do primeiro turno, mas participou do todos os jogos do Náutico nesta temporada.

Bem acompanhado do tanque Everaldo, ele é um dos xerifes desta zaga, que ora oscila entre Onildo e Rafael Santos. Enfim, o grupo que o Náutico dispõe está muito bem qualificado e não faltam opções táticas para o treinador, independente do local e do adversário a ser enfrentado.

É confiar e focar as atenções para o importante jogo contra o Ypiranga. Por ser em Santa Cruz do Capibaribe, e pelo resultado conquistado em Serra Talhada, a Máquina de Costura estará a fim de atrapalhar os planos do Timbu. Além de ter os mesmos três pontos, ele está na terceira colocação do hexagonal.

Copa do Brasil – Os confrontos diante do Juventus/SP foram confirmados pela CBF para os dias 19 de março e 2 de abril. Se houver necessidade, o Náutico fará o segundo jogo nos Aflitos. De acordo com a assessora de imprensa do clube, Rafaela Queiroz, o relatório com os laudos da Vigilância Sanitária do Recife e do Corpo de Bombeiros foram preparados nesta segunda-feira (10) e o vice-presidente de Patrimônio do clube, João Guerra, os encaminhará para a devida liberação do Estádio Eládio de Barros Carvalho.

Sinceramente, espero que não haja a necessidade de o Náutico estrear no Recife, nesta etapa da competição. O jogo contra o Juventus será em Santa Bárbara d’Oeste, portanto, campo neutro. Se vencer por dois ou mais gols de diferença, o Timbu estará automaticamente classificado às oitavas-de-final desta competição nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


+ 2 = 5

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>