Náutico parece que encontrou a regularidade

Por: José Gomes Neto

Enfim, parece que o Náutico encontrou a regularidade perdida nessa temporada. A terceira vitória seguida no segundo turno do Pernambucano da Série A1 2007 traz um importante alento à torcida alvirrubra. O Timbu chega mais vivo do que nunca no clássico contra o arqui-rival Sport, na Ilha do Retiro, neste domingo (1º de abril) e o que não faltam são atrativos para o Clássico dos Clássicos.

Primeiro: ganhar o segundo clássico da temporada. Segundo: quebrar a invencibilidade do rival. Terceiro: se manter no páreo do segundo turno e continuar a aspirar ao título do Estadual. Por osmose, conquistar de uma vez por todas a confiança do torcedor, que precisa ver para crer as possibilidades do Náutico para o Brasileirão 2007.

Inclusive para o jogo da Copa do Brasil 2007, contra o Paysandu, nesta quarta-feira (4), nos Aflitos. O Náutico irá precisar ganhar com diferença de dois gols, mas isso parece não ser o problema. Por sinal, será neste jogo a estréia do placar eletrônico do Eládio de Barros Carvalho. A torcida precisa chegar junto, independente do resultado no Campeonato Pernambucano.

Porém, o assunto em foco ainda é o próprio Estadual. Jogar fora dos Aflitos estava sendo um tormento para a equipe timbu. Mas, dessa vez, diante de um afobado Belo Jardim, o time se superou e venceu sem levar gol. A dupla de zaga reserva esteve impecável. Sem jogar há mais de quatro meses, o zagueiro Valença não desperdiço a chance que obteve, já sob o comando do técnico PC Gusmão.

Quanto a seu parceiro, Breno, o motivo não era ritmo de jogo, mas, necessariamente, rendimento técnico. Desde que Alysson ficou apto para jogar ao lado de Índio, ele não havia retornado àquele setor alvirrubro. Acredito que seja provável o retorno da dupla titular, já que Alysson cumpriu suspensão automática e Índio se recupera de torsão no tornozelo.

Os laterais precisam ter mais firmeza. Em especial Deleu. Ele está jogando improvisado na esquerda e isso nos faz pensar que Escalona está com os dias contados nos Aflitos. Sidny está voltando ao normal, mas o clássico é o grande momento para se reabilitar.

No meio-de-campo, os volantes Elicarlos e Walker estão mais entrosados. Mas o que é preocupante é o fato de Elicarlos ter saído da partida diante do Calango contundido. Espero que ele melhore e volta a apresentar um futebol de gigante, no terreiro adversário.

Na meia de ligação, Marcel e Acosta começam a engrenar. Junto com os atacantes Felipe e Kuki, eles já demonstram que vão dar muito, mas muito trabalho aos adversários. O ataque foi bem municiado, mas não teve a competência suficiente para golear o Belo Jardim. É preciso que PC Gusmão exija mais deles e, com paciência, os deixe aptos para completar o serviço no Clássico dos Clássicos.

A arbitragem continua a fazer o papel dela e “colaborou” para mais uma vitória do rival, líder do returno. A imprensa esportiva também. Mas o Náutico deve seguir em frente e carimbar a campanha deles, para se manter cada vez mais vivo no Pernambucano. Lembre-se: o Santa Cruz também já era campeão em 2004! Reflita somente TRÊS MINUTOS sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


5 − = 1

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>