PROJETO

Em disputa de primeira Série C, Jhonnatan valoriza projeto do Náutico
No Centro de Treinamento alvirrubro realizando trabalhos físicos desde segunda-feira, jogador chega para disputar vaga com outros sete atletas no elenco

Contratação do Náutico para a disputa da Série C do Brasileiro, confirmada pelo técnico Roberto Fernandes após a partida com a Ponte Preta, pela Copa do Brasil, o volante Jhonnatan chega como estreante no campeonato. O jogador afirma que está preparado para encarar o desafio por ter gostado do projeto do Trimbu.

“A diretoria demonstrou confiança no meu trabalho, acreditei no projeto. O time foi campeão pernambucano e o objetivo é voltar para a Série B. Mas também pela grandeza, pela torcida. Isso que fez com que eu aceitasse a proposta”, explicou o volante, em entrevista ao GloboEsporte.com.

Reforço para um setor concorrido no elenco, o jogador de 26 anos valoriza a disputa interna e abundância de peças à disposição do técnico Roberto Fernandes para a disputa do torneio nacional. Com passagens por Remo, Paysandu e Ceará, ele chega para brigar por vaga com o capitão Negretti, o experiente Wendel, Josa, além de Hygor, Cal Rodrigues, Willian Gaúcho e Christiano Xuxa.

- É uma experiência nova até porque é a primeira vez que vou jogar a Série C e vejo que é uma competição difícil, pelos clubes que têm condições de brigar por um acesso. Por isso, tem que fazer um elenco forte, é um campeonato longo. Precisamos de peças de reposição para poder fazer uma campanha boa.

Na Portuguesa-RJ, onde estava antes de desembarcar no Recife na última segunda-feira, Jhonnatan disputou todas as 11 partidas da equipe pelo Estadual, sendo titular em todas elas.

Assim como o meia Lelê, o volante havia sido procurado pela diretoria anteriormente. De acordo com o jogador, o Alvirrubro entrou em contato no início da temporada, mas como ele estava apalavrado com a Portuguesa-RJ, o negócio acabou não vingando. Com o fim do Campeonato Carioca, único torneio disputado pelo clube em que estava, o Náutico voltou a demonstrar interesse.

No Recife desde o início da semana realizando trabalhos físicos no Centro de Treinamento, o atleta ainda não foi regularizado e não vai estrear no clássico deste domingo diante do Náutico.

- Devo ficar esses dias ainda fazendo trabalho físico, e entrar a partir da semana que vem. Tudo depende da conversa com o técnico e o preparador físico, para ver como vai ser definido essa parte – afirmou o jogador.

Matéria: https://globoesporte.globo.com/pe/futebol/times/nautico/noticia/em-disputa-de-primeira-serie-c-jhonnatan-valoriza-projeto-do-nautico.ghtml
Por: Camila Alves/Globo Esporte Recife
Foto: Fernando Torres/Paysandu

Uma resposta a PROJETO

  1. Luiz Antonio disse:

    A história de Rivaldo na cobrinha poderá ser recontada com muita alegria. Lembro quando entrava no time e a torcida o questionava. Magro, desengonçado, pouco produzia, mas foi insistente e fazendo seus golzinhos. Me alegrava com sua entrada e ficava triste com o seus golzinhos.
    Essa história tem sido repetida ao longo da vida no futebol.
    Rivaldo era jogador focado no seu objetivo de subir na vida, agarrar as oportunidades para crescer e prosperar.
    Vamos lá gar0to! Quero ver você escrever a sua história no NAUTICO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


− 1 = 6

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>