NÁUTICO

Márcio Goiano pondera sobre uso de Jorge Henrique, recuperado de lesão
Meia-atacante está apto para jogar contra CRB, pela Copa do Nordeste, mas técnico não garante retorno do ídolo em time titular, nesta quinta

No dia 20 de fevereiro, o Náutico perdia a vaga na Copa do Brasil para o Santa Cruz. Mas não foi só isso. O Timbu deixou de contar com dois jogadores importantes, a partir daquela partida: o artilheiro do time, Walace Pernambucano, e o atacante Jorge Henrique saíram de campo com dores no joelho. Ambos passaram as últimas semanas em tratamento no departamento médico e um deles foi liberado para o confronto desta quinta-feira. O técnico Márcio Goiano, no entanto, não sabe se vai utilizar Jorge Henrique de frente, contra o CRB, pela Copa do Nordeste.

Como treina normalmente com o grupo, havia a expectativa da volta imediata de Jorge Henrique entre os titulares do Náutico. O técnico Márcio Goiano, no entanto, ponderou a situação. E alertou que vai fazer antes uma avaliação para decidir se lança o ídolo alvirrubro entre os 11 principais ou, por prudência, se usa o atleta no decorrer do confronto, em Alagoas.

O treinador reconhece a cobrança e a ansiedade em torno da presença do atacante. Ele é considerado a maior contratação do Náutico nesta temporada. Nada que seja surpresa, no entanto. No clube, todos esperavam um peso extra em Jorge Henrique. Para um futuro próximo, vê o meia-atacante como um diferencial dos alvirrubros nas competições. Até o momento, Jorge Henrique marcou dois gols.

- Acredito que é um jogador que vai nos ajudar muito pela personalidade, pelo caráter, pelo DNA de vencedor. Isso é muito importante para um atleta. Então, pode ter certeza, Jorge Henrique é um jogador que vai fazer diferença, principalmente nos jogos decisivos.

Márcio Goiano também não confirmou o lateral-direito Assis – outro recuperado de lesão na coxa -, na equipe titular. É provável que a escalação desta quinta-feira, inclusive, seja a mesma do último domingo, contra o América-PE, pelo Campeonato Pernambucano, resguardando os nomes ditos como “titulares absolutos” para situações futuras.

Assim, o time com sete jogadores formados nas categorias de base do Náutico deve ser esse: Bruno; Hereda, Rafael Ribeiro, Sueliton e Josa; Jimenez, Danielo Pires e Luiz Henrique; Thiago, Robinho e Odilávio.

Matéria: https://globoesporte.globo.com/pe/futebol/times/sport/noticia/marcio-goiano-pondera-sobre-uso-de-jorge-henrique-recuperado-de-lesao.ghtml
Por: Sabrina Rocha/Globo Esporte Recife
Foto: Léo Lemos/Comunicação Náutico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


2 + 5 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>