NÁUTICO

“Abençoado” por Jorge Henrique, Thiago supera dispensas e brilha no Náutico
Atacante passou por testes no Palmeiras e no Sport, no ano passado, mas foi reprovado; ficou no Náutico, recebeu oportunidades e deu resultado

O atacante Jorge Henrique é o mais experiente do Náutico. Com a autoridade de quem já venceu muito no futebol e foi criado pelo clube, afirmou, recentemente, que enxergava muito futuro no atacante Thiago – e que identificava alguma coisa dele próprio no jovem atacante alvirrubro. A aposta de Jorge vem se provando acertada. Thiago, hoje, é titular do time, foi eleito a revelação do Campeonato Pernambucano e, nesta sexta, foi convocado para um período de treinos na Seleção Brasileira sub-18. Foi dele, ainda, o gol da reabertura dos Aflitos, em dezembro passado. Muita coisa para quem, no em 2018, não foi aprovado em dois testes, no Palmeiras e no Sport – e que engatinhava no sub-17 do Timbu.

- Só tenho que agradecer a Deus. Esse é um momento muito bom que estou vivendo na minha carreira. Não fui aproveitado no Palmeiras e no Sport. Graças a Deus, me abraçaram aqui no Náutico. Fiz um campeonato muito bom no Sub-17, depois no Sub-20 (ambos no ano passado). Fiz a pré-temporada no profissional e subi – afirmou.

Thiago agradeceu muito ao treinador Márcio Goiano, que lhe pinçou na base e o colocou para treinar e jogar no time de cima. Além deles, Thiago elogia o presidente Edno Melo e o vice-presidente Diógenes Braga.

- Diógenes e Edno me abraçaram como filho. Pude aproveitar as oportunidades muito bem. O professor Márcio também. Sempre me deu força, confiança e me deixou à vontade para jogar meu futebol – disse.

De acordo com o jogador, hoje é dia de festa no Pina, bairro da Zona Sul do Recife, onde ele mora e onde começou a bater as primeiras peladas.

- Está todo mundo feliz. Um amigo meu me passou no Whatsapp que eu estava convocado, depois vi no GloboEsporte, aí passei para meus pais, amigos. Ficou todo mundo feliz.

A ficha, segundo Thiago, não caiu. As conquistas se dão de forma meteórica para um garoto que, até outro dia, batia pelada nos campos do bairro do Pina.

- Comecei a jogar em campo de barro no Pina. Jogando com os amigos, campeonatos pelo Centro Sportivo do Pina, foi de lá que saí. Jogando competição. Depois fiz teste no Palmeiras, passei por um período lá, não deu certo. Também não fui aproveitado no Sport. Mas aqui no Náutico as coisas estão dando certo.

Thiago, no entanto, sabe que tem muito a percorrer. Ele garante que vai trabalhar para chegar aos sonhos que traçou.

- Eu tenho que melhorar muitas coisas que está faltando para chegar no nível que quero, que é chegar no futebol da Europa. Na hora certa, Deus vai me abençoar.

Matéria: https://globoesporte.globo.com/pe/futebol/times/nautico/noticia/abencoado-por-jorge-henrique-thiago-supera-dispensas-e-brilha-no-nautico.ghtml
Por: Rômulo Alcoforado/Globo Esporte
Foto: Léo Lemos/Comunicação Náutico

2 respostas a NÁUTICO

  1. Valdemir disse:

    Único estado que não usou o VAR na final ! Finais sempre polêmicas, aliás.

  2. JOSE EDSON DE LIMA PESSOA disse:

    A REALIDADE E QUE, QUEM GANHOU OU FOI CAMPEÃO DE PE, NÃO FOI O ESPORTE, FOI O PRESIDENTE DA FEDERAL DE PE, COMPROU O JUIZ DO PRIMEIRO JOGO, E DO SEGUNDO TAMBÉ, PARA AJUDAR O TIME QUE ELE É CONSELHEIRO, ISTO É UMA VERGONHA, POIS ATÉ A PROPRIA TORCIDA DO ESPORTE, AQUELES MAIS CONCIENTES, RECONHECEM OS ERROS, DOS DOIS ARBRITOS, AQUI EM SURUBIM, ONDE MORO A TORCIDA DO ESPORTEN NÃO FEZ NENHUMA COMEMORAÇÃO PORQUE RECOMHECEM QUE QUEM, DEVERIA SER O CAMPEÃO ERA O NAUTICO, E O PLACAR FINAL SERIA 1 X O, PARA O NAUTICO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


9 + 1 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>