HISTÓRIA

Hélio dos Anjos lembra esforço de Kuki antes de jogo do acesso contra Ituano: “Foi um gigante”
Em depoimento ao podcast Embolada, técnico alvirrubro na Série B em 2006 revelou momentos de superação e emoção nos bastidores da subida à Série A

A vitória por 2 a 0 sobre o Ituano, pela penúltima rodada da Série B de 2006, marcou a volta alvirrubra à elite do futebol brasileiro. Técnico alvirrubro na época, Hélio dos Anjos recordou momentos especiais dos bastidores em participação no podcast Embolada, entre eles o esforço feito pelo atacante Kuki para entrar em campo. O jogo será reprisado domingo, a partir das 15h45, na Globo, para o estado de Pernambuco.

“Tem fatos que marcam realmente. Muitas vezes são isolados, mas você precisa tirar proveito disso em prol do grupo. Kuki teve um problema seríssimo, uma torção no tornozelo, e não jogou o jogo antes, contra o Marília. E Kuki foi um gigante durante a semana para o jogo contra o Ituano para entrar em campo. A demonstração do jogador de querer estar em campo foi muito grande.”

Kuki foi peça importante na partida. No primeiro gol alvirrubro, deu assistência para Capixaba abrir o placar. E no segundo, puxou a marcação dentro da área, abrindo espaço pra Felipe receber passe de Nildo e finalizar para as redes.

O treinador também citou o meia Netinho, que fez uma grande Série B pelo Timbu naquele ano atuando na lateral esquerda. Por conta de uma lesão muscular, não pôde entrar em campo. Hélio recorda que a emoção do atleta foi combustível para o Náutico dar um gás a mais contra o time paulista.

- Tivemos um desfalque que foi Netinho, jogador que estava desequilibrando como lateral esquerdo e teve uma lesão muscular. E na oração, no momento do vestiário final para entrar no jogo, o que me chamou a atenção foi o choro do Netinho por não ter condições de jogar. O clima era muito positivo. Nós conseguimos, naturalmente, com a participação de todos, fazer com que esse clima, esse lado emocional, fosse transferido pra dentro de campo na dosagem certa.

A edição 39 do Embolada é especial sobre o jogo do acesso alvirrubro em 2006 e conta com Rembrandt Júnior, Cabral Neto, Lucas Fitipaldi e Daniel Santana. Além de Hélio dos Anjos, Netinho também faz uma participação.

Matéria: https://globoesporte.globo.com/pe/futebol/times/nautico/noticia/helio-dos-anjos-lembra-esforco-de-kuki-antes-de-jogo-do-acesso-contra-ituano-foi-um-gigante.ghtml
Por: Globo Esporte
Foto: Brasil de Fato/NauticoNET

Uma resposta a HISTÓRIA

  1. Luiz Antonio disse:

    O NÁUTICO sempre será a minha, a nossa emoção. Se depender da torcida, a gente entra campo, e fechamos a barra. Nao vai passar nenhum piolho.
    Vocês estso rindo, mas falo sério. O NÁUTICO é e sempre uma paixao, uma loucura. Quem participou ou assistiu, o mundo inteiro deve ter se emocionado com a invasão de csmpo no final do jogo que nos deu o titulo. É de arrepiar, coisacjanais vista num jogo de futebol.
    NÁUTICO, sempre o NÁUTICO, uma paixão, uma loucura, seja aonde estiver, como estiver, estaremos lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


9 + 9 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>