AFLITOS

A cada ano os três grandes clubes pernambucanos, Náutico, Sport e Santa Cruz, repetem os mesmos erros. Para a atual temporada, o Náutico contratou no primeiro semestre 15 jogadores. No segundo, 18.

Ao término do Campeonato Pernambucano, muitos atletas não permaneceram no clube. Casos de Ludemar, Sangaletti, Thiago, Edu Manga, Fabinho, Carlos Alberto, Arlindo, Tupã, Gil, Carlinhos, Danilo, Lima, Rémerson e Gonçalves.

Com a saída de Muricy Ramalho e a chegada de Vágner Benazzi, a diretoria correu atrás para montar um novo elenco. Vieram os seguintes jogadores: Max Sandro, Fransérgio, Wallace, Dauri, Mabília, Celinho, André Gheler, Da Guia, Sandro Oliveira, China e Júnior Amorim e Leandro.

Desse grupo foram dispensados: Wallace, Sandro Oliveira, China, Da Guia e Leandro.

Com a chegada de Givanildo Oliveira, a diretoria ainda contratou Gilberto Martins, Érlon, Rubens, Neto, Mardônio e Gilvan.

No decorrer da competição, o Náutico ainda perdeu o meia Aílton, emprestado ao São Paulo, e o goleiro Charles pediu para sair.

Mesmo assim, o diretor de futebol Sérgio Lins argumentou que ficou uma base para a Série B, citou os nomes de Faeco, Fábio, Paulinho, Edu Silva, Sílvio, Fumaça, Adílson, Gilberto e Kuki. “Não tínhamos como segurar Sangaletti e Thiago devido aos salários. Outros tivemos que dispensar. Mas a base foi mantida.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


− 3 = 6

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>