Hora da onça beber água

Por: Newton Cerezini, Equipe NauticoNET

Estamos classificados para o quadrangular final da Série B, coisa que muitos torcedores e cronistas esportivos duvidavam que acontecesse no começo do campeonato, aonde o Náutico era um dos favoritos para cair para a Série C.

O time melhorou, demonstrando uma garra e uma vontade de vencer impressionante e a técnica ia aparecendo rodada após rodada. Vários jogadores foram se destacando. Formamos uma dupla de zaga no meio da competição: Batata e Marcelo Ramos. Batata o incansável xerife da nossa defesa, joga sempre duro, mas nunca desleal, não é à toa que é um dos ídolos da torcida. Marcelo Ramos foi um dos que caiu nas graças da torcida. Com atuações seguras e demonstrando técnica, o atleta nos faz lembrar daquelas atuações de Lima quando vestia a camisa alvirrubra.

Bruno Carvalho na lateral direita vem fazendo eu agradecer todos os dias por ele ter permanecido no Náutico, mesmo depois daquele episódio da vaquejada. O lateral cresceu muito na marcação nos últimos jogos e tem sido peça chave nas armações de jogada Timbu. Ademar, que ganhou a posição já no final da fase de classificação da Série B, é um ótimo marcador, mas não tão eficiente no ataque quanto Aldivan. Com Ademar em campo, o time fica mais reforçado defensivamente e podemos contar mais com a presença de Bruno Carvalho no ataque.

Danilo e David alternam momentos nos jogos. Danilo tem hora que ninguém consegue tirar a bola dos seus pés e dá passes geniais para os seus companheiros, o que não lhe impede de também chegar bem ao ataque marcando gols. David, esse sim um dos que deu uma volta por cima tremenda e hoje quando jogamos sem ele, percebemos a falta que ele nos faz. De jogador reserva no começo do ano David saiu para conquistar seu lugar no time e nunca mais sair. É um meia que ajuda muito na marcação e tem uma boa visão de jogo o que lhe torna essencial nesse esquema alvirrubro.

Romualdo não vem mostrando um futebol de impressionar, mas sempre que aparece a oportunidade ele está marcando e com alguns lampejos, vem ajudando o Náutico nessa caminhada rumo a primeira divisão. Paulo Matos, que ainda não mostrou muito pra que veio, até tem alguns bons momentos nos jogos, mas esperamos que seu futebol apareça nessa reta final da competição.

Deixei pra falar dos volantes em separado, pois eles merecem atenção especial. Tozo e Cleisson foram até chamados por Cavalo dos melhores volantes da Série B e que mereciam uma convocação para a seleção brasileira, e eu não discordo dele não. Tozo dá uma segurança a defesa do Náutico impressionante, e sai com a bola com uma rapidez e inteligência que poucos volantes conseguem fazer. Cleisson é um capítulo à parte nesse time do Náutico. O time joga como ele quer, se ele quer velocidade o time corre, se ele quer cadenciar o time joga tranqüilo. Impressionante, esse jogador que consegue marcar muito bem e ajuda, como um meia mesmo, na armação das jogadas Timbu.

Por último, Roberto Cavalo. Esse treinador que chegou, começou a inventar uma certa moda, e teve jogos que seu time teve mais volantes que um grande prêmio de fórmula 1, conquistou a galera Timbu de um jeito surpreendente e hoje é uma unanimidade. Ele dá uma raça ao time e uma vontade de vencer, coisa que poucos treinadores conseguem fazer e vem sendo um dos responsáveis por essa excelente campanha do Náutico no campeonato.

É com esse time que nós vamos para o quadrangular final, com muitos defeitos e muitas virtudes. Não chegamos como favoritos, já que atribuíram esse status ao Santa e ao Grêmio, mas na hora da onça beber água, é o Cavalo que vai galopar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


1 + = 4

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>