Jorge Henrique

“Jorge e Kuki, o ataque dos meus sonhos”

Por: Rodrigo Rocha, Equipe NauticoNET – Foto: NauticoNET

1.Como começou sua carreira?

R: Eu comecei a jogar na Escolinha do Vasco da Gama que tinha lá em Resende – RJ, que é a minha cidade natal.

2.Em que jogador você se espelha?

R: Nós temos excelentes jogadores para serem admirados e “copiados”, como por exemplo: Romário, Ronaldo…

3. O que mais lhe prejudicou no Náutico?

R: Não foram muitas coisas, mas as contusões que tive no ano passado, no decorrer do pernambucano, não me possibilitaram participar mais efetivamente da competição.

4.Qual a diferença básica entre a estrutura do Atlético para o Náutico?

R: O centro de treinamento e a organização.

5.Existe alguma diferença entre o futebol do norte-nordeste para o do sul-sudeste?

R: Não.

6. Qual seu sentimento pelo Náutico?

R: Eu tenho muito carinho pelo clube e, principalmente, pela torcida que na maioria das vezes me apoiou.

7. Você saiu do náutico para aparecer no quadro nacional. Mas também ta ciente que você pode ser mais um esquecido no futebol brasileiro como Iranildo?

R: Eu acredito que todo e qualquer jogador de futebol, quando opta por fazer uma mudança em sua carreira, está exposto a esse tipo de situação, mas só cabe a mim e ao meu futebol não deixar que isso aconteça.

8. Já que o Náutico tem um acordo com o São Paulo na criação de craques, por que você não foi para o São Paulo?

R: Porque a decisão de para onde eu iria era do Náutico e acredito que, para o clube, a melhor proposta foi a do CAP.

9. Você que foi formado no Náutico. Você indica o Náutico para os que estão iniciando a vida no futebol?

R: Isso depende das opções que esse jogador teria, mas se essas fossem poucas, acredito que o Náutico seria uma boa pedida.

10. Como é que vocês ficam sabendo que vai haver dispensas no clube?

R: A diretoria comunica.

11. Por que o Náutico nos momentos em que a torcida mais colocava fé, perdia as partidas? Na rádio sempre diziam que era falta de salários. Para quê o clube promete tanto e não paga? Existia isso mesmo?

R: Existia sim. Acredito que as promessas funcionavam como estímulo para os atletas, mas na maioria das vezes ficavam só na promessa mesmo.

12. É normal jogadores fazerem corpo mole no treino com medo de se machucar?

R: Alguns atletas fazem isso.

13. Se você pudesse voltar atrás qual partida pelo Náutico você gostaria de jogar? Por que?

R: Os clássicos, principalmente, contra o Sport já que não fiz nenhum o ano passado.

14. Qual é o ataque dos seus sonhos, JORGE HENRIQUE e quem?
R: Kuki.

15. Sobre o atlético, nós sabemos que só joga quem entende muuuuito de futebol. Todos sabem que você joga muito. Você não acha que esteja havendo um pouco de descriminação por você ter saído de um time de Pernambuco e entrado no cenário brasileiro de repente? Ou pela sua idade até mesmo?

R: Eu acho que isso não tem nada haver nem com discriminação e nem com a minha idade. Só que no Atlético existem muitos jogadores bons, que estão no mesmo nível que eu e que cabe ao treinador fazer a sua opção e escalar o time que ele acredita que vai trazer o melhor resultado para a equipe.

16. Qual jogador que você se recorda que puxava o time antes das partidas? Existiram casos de jogadores chegando pra jogar com problemas em casa e passando o caso para os jogadores antes das partidas?

R: Em toda equipe tem aqueles jogadores que se destacam na liderança. Na equipe do ano passado eu posso destacar o Lima, o Batata e o kuki. E quanto aos problemas pessoais é claro que existe. Nós jogadores temos uma vida fora de campo e como qualquer pessoa normal estamos sujeitos a passar por isso.

17. Você que conhece o Náutico melhor que ninguém. Qual a real possibilidade do Náutico chegar numa final de campeonato brasileiro e não perder?

R: Eu acredito que o Náutico tem todas as possibilidades de ter o acesso a primeira divisão, principalmente se tiver um apoio consistente extra-campo.

18. Jorge, você acessa com freqüência o site NauticoNET? Você gosta do conteúdo? Se fosse para mudar algo, o que você mudaria no site?

R: Eu acesso sempre que posso. Gosto muito do site! Ele me possibilita matar as saudades dos bons momentos que vivi no futebol do Náutico, além de receber o carinho dos seus freqüentadores.

19. Caso você acesse, você o mostra para seus companheiros para eles verem o andamento de seu ex-time?

R: Eu indico para aqueles que gostam de navegar na internet.

20. Para finalizar, o que você deixa de recado para os torcedores que freqüentam o NáuticoNET.com.br?

R: Eu só tenho que agradecer ao carinho com que sou tratado pelos freqüentadores do site, como também, ao apoio recebido de toda a torcida do Náutico. Muito obrigado à todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


8 − = 2

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>