Náutico 3×1 Náutico

Por: Bosco Medeiros

São impressionantes as falhas individuais que vêm acontecendo nessas últimas partidas. Quarta-feira, o time errou muito e, hoje, parecia não querer ganhar a partida, mesmo quando viram que tinham plenas condições de fazê-lo. Muito lento na saída de jogo e na ligação do meio campo com o ataque, talvez porque Danilo tivesse que fazer tudo praticamente só, já que o nosso “majestoso” lateral esquerdo nada fazia além de recuar bolas. Só quem o apoiava, nas subidas ao ataque, era Sidny, que, aliás, meus parabéns, desde já, por mais uma boa partida.

Há um ditado que diz “quem muito odeia, acaba amando”; do jeito que a coisa vai, eu não vejo a hora de Marcelo Ramos e Leandro marcarem a data do casamento, nunca vi na história do futebol um time ganhar um campeonato ou uma partida com uma defesa discutindo tanto, isso deve acabar antes que o grupo “rache”. Apesar das desavenças, Leandro se postou muito bem em campo hoje.

É engraçado estar eu, aqui, falando que, se a defesa estivesse unida e se não falhasse no primeiro gol, o Náutico sairia vencedor, porque o time caiu, exageradamente, de produção após isso, tanto é que o Galo perdeu pênalti, Flávio salvou bola em cima da linha e Dida que fez duas defesas, em seqüência, milagrosas, a queima roupa, no fim do jogo.

Uma salva de palmas para quem experimenta o novo e da errado! Não tinha motivos para Roberto Cavalo jogar no 3-5-2, deixando Nildo no banco e “acrescentar” mais um zagueiro, Eduardo, que, se muito eu ouvi o nome dele no jogo, foram duas ou três vezes, inclusive, uma das vezes que ouvi, foi no “chutão” bonito para dentro da própria área que resultou no gol de empate.

O motivo do título da matéria é que, na minha modesta opinião, o Náutico, hoje, perdeu para ele mesmo. Campeonato é muito longo, faltam 36 rodadas, mas a Diretoria, Comissão Técnica e os jogadores não podem esquecer que, um dia, ele acaba.

Vale salientar à torcida que, apesar de tudo, não podemos esperar que o Náutico ganhe todas as 38 partidas que disputa; é claro que gostaríamos, mas é um “pouco” difícil. Peço ao torcedor que não critique, violentamente, o time, começo de campeonato é muito incerto, zebras acontecem, times disparam e etc… e este não está sendo diferente.

Torcedor, está mais do que na hora de incentivar a equipe, compareçam ao jogo contra o Paysandu, apóiem, levem faixas de apoio ao time, xinguem o Juiz se necessário e, o mais importante, é proibido fazer silêncio terça-feira no Estádio Eládio de Barros Carvalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


− 7 = 1

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>