Diógenes Braga toma posse como presidente do Náutico

Sob discurso de “responsabilidade”, Diógenes Braga toma posse como presidente do Náutico
Novo mandatário alvirrubro relembra trajetória e promete continuidade da gestão em cerimônia realizada na noite desta quarta-feira, na sede dos Aflitos

O Náutico tem, oficialmente, um novo presidente. Díogenes Braga, eleito com 76% dos votos no pleito no início de dezembro, tomou posse como mandatário do clube para o biênio 2022-2023 em cerimônia realizada no salão social dos Aflitos, nesta quarta-feira. Estiveram presentes o agora ex-presidente Edno Melo, o vice Luis Filipe Figueiredo e o técnico Hélio dos Anjos, além de outras lideranças do clube.

No discurso de posse, Diógenes Braga relembrou a sua trajetória pelo Náutico, que começou como torcedor, passou por conselheiro, diretor de futebol e vice-presidente, até ocupar ao cargo máximo do clube. Ele também mencionou a participação como membro da comissão de retorno aos Aflitos.

Por fim, fez questão de lembrar a parceria com Edno Melo, fazendo elogios e prometendo continuidade da gestão.

- A gente vai fazer uma continuidade. Até pela votação expressiva que tivemos, é uma comprovação da satisfação do torcedor e sócio, que confiou no nosso trabalho. Vamos seguir com nossos pilares e fazer coisas que não pudemos por conta da pandemia. Acho que podemos falar agora na palavra “responsabilidade”. Foi essa palavra que nos trouxe até aqui, com muita consciência do que podíamos fazer – analisou o presidente.

Diógenes avaliou que recebe o Náutico de Edno melhor do que foi há quatro anos, quando iniciaram a gestão, e que a missão dele a partir de agora vai ser fazer o clube evoluir mais. O Timbu teve uma limitação de receita por conta da pandemia e da ausência do público, que tende a ser minimizada em 2022.

“A gente confia muito na volta do público, na nossa campanha de sócios e na venda de produtos para poder ter um pouco mais de ousadia. Tivemos um limite de gastos muito grande e agora, talvez, a gente possa ser mais ousado, sem abrir mão da responsabilidade”, ponderou.

Diógenes Braga, ao lado do vice Luiz Filipe, tratam a austeridade financeira, o melhoria dos Aflitos e a comercialização de espaços ociosos da sede e do CT como pilares da gestão. Além, claro, de continuar com o futebol competitivo, que entregou três títulos – dois pernambucanos e uma Série C – em quatro anos.

Matéria: https://ge.globo.com/pe/futebol/times/nautico/noticia/sob-pilar-da-responsabilidade-diogenes-braga-toma-posse-como-presidente-do-nautico.ghtml
Por: Rafael Cabral/Globo Esporte Recife
Foto: Rafael Vieira

Uma resposta a Diógenes Braga toma posse como presidente do Náutico

  1. ada disse:

    Daqui a pouco vão começar a falar de SAF, querem ver?

    Atenção: não se iludam com isso achando que vai aparecer um Sheik árabe a fim de tornar o Náutico grande.

    SAF significa um empresário que fará tudo para ter o maior lucro possível, vendendo a alma de clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


3 + = 10

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>